logo

1/3/2019 15:53

Com renovações, Fábio e Henrique devem ampliar números históricos no Cruzeiro

Com renovações, Fábio e Henrique devem ampliar números históricos no Cruzeiro

São corriqueiras as histórias de jogadores de futebol que ficam por no máximo dois ou três anos em um clube. Muitos partem em busca do sonho de brilhar no futebol europeu, enquanto outros têm dificuldades de afirmação com a mesma camisa. Na contramão de ambas as situações estão o goleiro Fábio e o volante Henrique, do Cruzeiro. Os dois estenderam seus respectivos contratos, que venceriam no fim de 2019, para dezembro de 2020. Com isso, eles devem ampliar os números já históricos a serviço da agremiação cinco estrelas.



Fábio, de 38 anos (fará 39 em setembro), chegará a 16 temporadas consecutivas na Toca da Raposa 2 em 2020. Ele passou pelo clube num período anterior, em 2000, quando era reserva de André no time campeão da Copa do Brasil. Contratado novamente em 2005, depois de quatro anos no Vasco, o goleiro lidou com bons e maus momentos no começo de sua nova trajetória em Belo Horizonte, mas nem por isso perdeu credibilidade com treinadores e dirigentes. Tanto que o Cruzeiro, a partir de 2009, deixou de efetuar contratações para a posição e passou a apostar na base como alternativa. O prata da casa Rafael, hoje quase um veterano (completará 30 anos em junho), é quem faz sombra ao camisa 1 há uma década.



Fábio tem 815 partidas com a camisa do Cruzeiro. Provavelmente, ao término de seu contrato, romperá a marca de 900. Um milésimo jogo só seria possível se o goleiro adiasse a aposentadoria e continuasse nos gramados até dezembro de 2022. Inspirações não faltam. Rogério Ceni, por exemplo, guardou a meta do São Paulo por 22 anos (1993 a 2005) e contabilizou 1.238 jogos. Pelé representou o Santos em 1.116 duelos, enquanto Roberto Dinamite esteve em 1.110 confrontos defendendo o Vasco.

Ainda que não chegue a tais marcas, Fábio seguirá por décadas ou até mesmo séculos como recordista de jogos pelo Cruzeiro. O segundo colocado da lista é Zé Carlos, falecido em junho de 2018, aos 73 anos. O ex-volante celeste nos anos de 1960 e 1970 esteve em 633 partidas. O atleta em atividade que mais se aproxima do goleiro é justamente Henrique, com 464 jogos. Para superar essa estatística, o camisa 8 precisaria contar com a retirada imediata do colega, além de registrar uma média de 50 aparições em campo por sete temporadas consecutivas.

Se alcançar Fábio é praticamente impossível, Henrique tem boas chances de superar a ‘barreira’ de 500 jogos pelo Cruzeiro ainda em 2019. Nessa circunstância, o meio-campista de 33 anos ultrapassaria o ex-ponta Joãozinho (485) e pularia para a oitava posição. Seria viável também sonhar com o quarto lugar, pertencente a Wilson Piazza (566 jogos).

Fábio e Henrique têm nove títulos em comum no Cruzeiro: cinco Campeonatos Mineiros (2008, 2009, 2011, 2014 e 2018), duas Copas do Brasil (2017 e 2018) e dois Campeonatos Brasileiros (2013 e 2014). Sem a parceria com o volante, o goleiro venceu o Estadual de 2006 e a Copa do Brasil de 2000.

Em 22 anos como atleta profissional, Fábio jamais atuou por um clube do exterior. Além de Cruzeiro e Vasco, ele teve breve experiência no Athletico Paranaense e fez a base no União Bandeirante, do Paraná. Já Henrique, revelado no Londrina e com boas passagens por Figueirense e Santos, jogou o segundo semestre de 2007 no Jubilo Iwata, do Japão. Um técnico que sempre apostou em seu futebol foi Adilson Batista, responsável por indicá-lo ao Cruzeiro, em 2008. Ao longo de sua jornada em BH, o camisa 8 aprimorou a qualidade no passe, no posicionamento e se tornou imprescindível para controlar as ações no meio-campo. Em algumas ocasiões se aventura no ataque e faz gols em chutes de média distância e de cabeça.

Números de Fábio no Cruzeiro

ANO / JOGOS / GOLS SOFRIDOS

2005 / 69 / 90
2006 / 59 / 55
2007 / 49 / 61
2008 / 62 / 71
2009 / 64 / 72
2010 / 61 / 60
2011 / 56 / 57
2012 / 54 / 68
2013 / 59 / 52
2014 / 71 / 64
2015 / 61 / 56
2016 / 39 / 48
2017 / 40 / 37
2018 / 62 / 45
2019 / 8 / 5
Total / 815 / 840

Números de Henrique no Cruzeiro

ANO / JOGOS / GOLS

2008 / 36 /2
2009 / 61 / 4
2010 / 58 / 4
2011 / 25 / 2
2013 / 9 / 0
2014 / 55 / 2
2015 / 56 / 3
2016 / 53 / 6
2017 / 53 / 2
2018 / 52 / 2
2019 / 6 / 0
Total / 464 / 27

JOGADORES QUE MAIS DISPUTARAM PARTIDAS PELO CRUZEIRO:

1. Fábio – goleiro – 815
2. Zé Carlos – volante – 633
3. Dirceu Lopes – meia – 610
4. Piazza – volante – 566
5. Raul – goleiro – 557
6. Eduardo Amorim – meia – 556
7. Vanderlei – lateral-esquerdo – 538
8. Joãozinho – ponta-esquerda – 485
9. Henrique – volante – 464
10. Palhinha – atacante – 457
11. Ademir – volante – 442
12. Ricardinho – volante – 441
13. Adelino – lateral-direito – 430
14. Vavá – zagueiro – 428
15. Darci Menezes – zagueiro – 427



Cruzeiro, Nação Azul, Fabio, Henrique

594 visitas - Fonte: -


Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Próximo Jogo - Mineiro

S&# - 16:00 - Estádio Radialista Mário Helênio - PPV
Tupi
Cruzeiro

Último jogo - MINEIRO

Dom - 16:00 - Mineirão
Cruzeiro
2 0
Tombense