logo

13/4/2024 04:20

Desafios do Cruzeiro para superar crise com o treinador Fernando Seabra

Desafios para Fernando Seabra no comando do Cruzeiro: pressão da torcida, resultados, controle de elenco e espaço para a base.

Desafios do Cruzeiro para superar crise com o treinador Fernando Seabra

O clima não está dos melhores no Cruzeiro nas últimas semanas. De um quase título do Campeonato Mineiro, o clube sofreu uma virada na decisão, demitiu Nicolás Larcamón e levou um empate após 3 a 0 para o Alianza (Colômbia) na estreia do novato Fernando Seabra. + ? Clique aqui e siga o canal da torcida do Cruzeiro no WhatsApp! Mais notícias do Cruzeiro Reintegrado, Cruzeiro confirma renovação com João Pedro até o fim de 2026 Torcedores do Cruzeiro queimam bandeirão com imagem de Ronaldo; veja vídeo O treinador de 46 anos, que tem a primeira chance num time principal de um grande clube, começa o trabalho sob forte pressão da torcida e por resultados. No domingo, encara o Botafogo, às 17h (de Brasília), no Mineirão, na estreia do Brasileiro. O ge elencou desafios para o trabalho de Fernando Seabra e a continuidade da temporada do Cruzeiro . Qual o principal desafio do Cruzeiro com Fernando Seabra? VOTE AQUI Mudanças no time Fernando Seabra repetiu a formação, utilizada na final do Mineiro, na estreia como técnico do Cruzeiro . Peças titulares, como o goleiro Rafael Cabral e o zagueiro Neris, foram vaiados até mesmo antes do jogo da última quinta. Em algum momento do empate com o Alianza por 3 a 3, Mateus Vital, Lucas Silva e Arthur Gomes também receberam protestos por parte dos torcedores no Mineirão. A tendência é que, para domingo, o time já tenha mudanças. Mas, no gol, Seabra não deu esse indício. O zagueiro João Marcelo, que teve bom rendimento no Mineiro, e o volante Cifuentes pedem passagem na equipe. A torcida, no jogo contra o Alianza, também gritou o nome de Gabriel Verón, que estreou pela Raposa, após se recuperar de lesão. Clima com a torcida A relação da torcida com jogadores e dirigentes também não está na melhor fase. No jogo da Sul-Americana, atletas foram vaiados ainda no aquecimento e durante a partida. O time foi chamado também de “sem vergonha” e “pipoqueiro” no final da partida contra o Alianza. Na madrugada de sexta, uma bandeira de Ronaldo Fenômeno, gestor da SAF do Cruzeiro , também foi queimada. Pressão por resultados Fernando Seabra inicia o trabalho no Cruzeiro sob pressão de melhores resultados. Eliminado da Copa do Brasil , a Raposa tem mais a Sul-Americana e o Campeonato Brasileiro na temporada 2024. O Cruzeiro tem o compromisso de ficar na “primeira página” do Campeonato Brasileiro, mas não vem tendo bons resultados nas últimas partidas. O time não venceu os últimos quatro jogos em 2024. Dois deles pela Copa Sul-Americana. São dois empates no Grupo B. Com apenas um time se classificando direto para as oitavas de final em cada chave, o Cruzeiro está em terceiro lugar com dois pontos, tendo de realizar uma corrida de recuperação nos quatro jogos restantes para terminar a fase em primeiro lugar. Controle do elenco e superação de traumas Treinador inexperiente em grandes clubes, Fernando Seabra tem o desafio de controlar o clima no elenco do Cruzeiro , que possui jogadores experientes e rodados no futebol brasileiro/internacional. Alguns dos últimos treinadores tiveram problemas no vestiário da Raposa, como Pepa e Larcamón. Ao mesmo tempo, Fernando Seabra tem também a missão de elevar o moral do elenco do Cruzeiro . O time acumula a eliminação na primeira fase da Copa do Brasil , a virada na final do Campeonato Mineiro e o empate por 3 a 3 com o Alianza, após abrir 3 a 0, no Mineirão. Com pouco tempo de treino nas próximas semanas, o técnico do Cruzeiro terá o desafio de trabalhar a parte mental dos jogadores. Espaço para a base Um dos pedidos da torcida do Cruzeiro é ampliar o espaço para a base. É bem verdade que Nicolás Larcamón ofereceu chances à boa parte dos jovens do elenco, oriundos das categorias de formação da Raposa. Nenhum se firmou como titular. Com Seabra, que foi campeão do Mineiro e da Copa do Brasil Sub-20, a expectativa é que os jovens possam ter mais espaço. O desafio é conciliar as chances com a pressão e a disputa por vaga com jogadores mais experientes. Pedrão, Kaiki, Japa, Robert e João Pedro são peças das categorias de base do Cruzeiro e que estão em busca de mais chances no time. Seabra, agora, tem este desafio com o elenco. Assista: tudo sobre o Cruzeiro no ge, na Globo e no Sportv

Neris, Rafael Cabral e Lucas Silva foram vaiados durante Cruzeiro x Alianza — Foto: Staff Images / Cruzeiro
Staff Images / Cruzeiro
Jogadores do Cruzeiro deixam o campo após empate com o Alianza Petrolera — Foto: Fernando Moreno/AGIF
Fernando Moreno/AGIF

Fernando Seabra inicia caminhada como técnico do Cruzeiro — Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Kaiki e Robert em ação durante treinamento do Cruzeiro — Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Gustavo Aleixo/Cruzeiro

3609 visitas - Fonte: -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Brasileiro

Dom - 18:30 - Raimundo Sampaio -
X
Cruzeiro
Cuiaba

Brasileiro

Seg - 20:00 - MorumBIS
X
Sao Paulo
Cruzeiro