logo

7/1/2019 09:53

Mano Menezes não se ilude com grupo mais fácil para o Cruzeiro que em 2018 na Libertadores

Treinador lembra que o Huracán é um clube tradicional na Argentina, e vê no Emelec um adversário com rodagem na competição sul-americana

Mano Menezes não se ilude com grupo mais fácil para o Cruzeiro que em 2018 na Libertadores

Se no ano passado o Cruzeiro teve como adversários na fase de grupos da Copa Libertadores dois campeões da competição - o Racing (que levou o título em 1967) e o Vasco da Gama (campeão em 1998) - e uma equipe acostumada a disputar competições sul-americanas - a Universidad de Chile - este ano, quando não terá que enfrentar logo de cara nenhum time que já levantou o troféu do principal torneio da América do Sul, o caminho para buscar o sonhado tricampeonato será mais fácil, certo? Não para o técnico Mano Menezes.



O treinador não se deixa levar pelo fato de encontrar facilidades em um grupo com Huracán, da Argentina, Emelec, do Equador, e Deportivo Lara, da Venezuela.



Para o treinador cruzeirense, o fato de ter caído em uma chave com equipes de menor expressão internacional não faz com que a classificação seja apenas uma questão de tempo. Para Mano, mesmo com o Cruzeiro sendo o time considerado mais forte, e de maior expressão, pelos títulos que já conquistou, todo cuidado é pouco, quando se trata de Libertadores.

- Libertadores sempre é um torneio duro, não dá para se iludir com esse que tem mais nome, com quem tem menos nome. Tem uma característica peculiar de disputa, não tem ilusão.

Ao analisar os dois times mais conhecidos do torcedor - Huracán e Emelec -, Mano ressaltou que o primeiro é um clube de tradição no futebol argentino, enquanto o segundo tem participado constantemente da Libertadores e dado trabalho, principalmente jogando em casa.

- Olhando o grupo do passado, podemos pensar que teremos menos dificuldades, mas na prática isso não se reflete. O Huracán é mais tradicional, o Emelec vem jogando sucessivas Libertadores e ganhando experiência. Mais ou menos como o Cerro Porteño (pelo fato de ter disputado muitas vezes a competição), o que dá bagagem de disputa. Temos um período maior na estreia, quase lá no Carnaval. Temos um bom caminho para dar ritmo ao grupo.

A estreia do Cruzeiro na edição 2019 da Libertadores está marcada para o dia 7 de março, contra o Huracán, no estádio El Palacio, em Buenos Aires.

Os rivais

Emelec



Atual vice-campeão equatoriano (perdeu o título para a LDU), o Emelec vai para a 29ª participação na competição. A equipe veste azul e branco, como a Raposa e, para a sorte do time mineiro, é de Guayaquil, cidade que não tem altitude, como muitas outras do Equador. O estádio é o remodelado George Capwell, que cabe pouco mais de 40 mil pessoas. Jogar lá não costuma ser fácil, pelo fato de a arquibancada ser próxima do gramado. A equipe tem a liderança do experiente goleiro Dreer. O time nunca foi campeão.

Huracán



Garantiu vaga na Libertadores por causa da boa campanha no Campeonato Argentino de 2017, ficando em quarto lugar. A equipe joga em Buenos Aires, no tradicional estádio Palacio Ducó, com capacidade para pouco mais de 48 mil pessoas. O "Globo", como é carinhosamente chamado, não tem uma equipe tão forte como a que teve em anos anteriores, nem jogadores famosos, como era com Ramón Ábila. Será a quinta participação do Huracán, que também nunca foi campeão do torneio.

Deportivo Lara



Será, provavelmente, a viagem mais longa do Cruzeiro na fase de grupos. O Deportivo Lara garantiu vaga por ter sido o vice-campeão venezuelano de 2018. Ganhou esse nome em 2009 e é do estado de Lara, da cidade de Cabudare, que também não tem altitude. O Lara tem uniforme preto e vermelho e joga no estádio Metropolitano de Lara, um dos mais modernos do país e que foi sede da Copa América disputada por lá, em 2007. Será a terceira participação da equipe na Libertadores. Ela nunca foi campeã.

Logística mais complicada que em 2018

Se teve mais facilidade em termos de deslocamento na Libertadores deste ano, se dirigindo a duas capitais da América do Sul e ainda ao Rio de Janeiro na fase de grupos, o Cruzeiro terá um cenário bem diferente na temporada 2019. Além de repetir a viagem para Buenos Aires, terá de ir a dois locais que não são capitais na Venezuela e no Equador. Serão pouco mais de sete mil quilômetros a mais em viagens durante a fase de grupos.


Para enfrentar o Emelec, do Equador, serão 8.749,2 quilômetros ao todo de deslocamento, entre a ida e a volta para Belo Horizonte. A cidade de Guayaquil, local onde joga o Emelec, está a 417,8 quilômetros de deslocamento de carro da capital Quito. Lá não possui altitude como a capital. Mas também não há voo direto para lá, com um voo podendo durar até 11h. Por isso, é bem provável que a Raposa frete um avião.

Também será a melhor alternativa para o Cruzeiro ir à Venezuela enfrentar o Deportivo Lara. O time joga no estádio Metropolitano de Lara, que é um dos estados da Venezuela. O estádio fica na cidade de Cabudare, próxima a Barquisimeto, capital do estado. Também não há voos diretos para lá. A distância para Belo Horizonte é maior ainda: 8.687,56 quilômetros, ida e volta.

O trajeto mais tranquilo é para o jogo contra o Huracán, que atua em Buenos Aires. Para a capital argentina, local em que o Cruzeiro atuou duas vezes no ano passado, contra Racing e Boca Juniors, são 4.328,34 quilômetros, entre a saída e a volta para a capital mineira. Assim, contando os três trajetos, serão 21.765,1 quilômetros rodados nos três trajetos.



A distância será muito superior àquela da temporada passada. Na fase de grupos, o Cruzeiro foi a Santiago para enfrentar a Universidad de Chile (6,075,5 de distância, ida e volta), Buenos Aires para encarar o Racing (4328,34 quilômetros) e para enfrentar o Vasco no Rio de Janeiro (680 Km). No total, foram 11.083,84 quilômetros, quase a metade da que será percorrida em 2019.



Cruzeiro, Mano Menezes, Libertadores

219 visitas - Fonte: Globo Esporte


roger cardoso     

comentem ai galera

roger cardoso     

só assim vcs consegue logar espero que tenho ajudado vcs

roger cardoso     

"pra logar e comentar " ao abrir o aplicativo vcs vão lá no cantinho onde ta escrito chat Clic em cima e logo após vai aparecer as opções ai vcs escolhem a opção GOOGLE +

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Próximo Jogo - Mineiro

Qua - 21:30 - Mineirão - Premiere
Cruzeiro
Patrocinense

Último jogo - Mineiro

S&# - 16:30 - WALDEMAR TEIXEIRA DE FARIA
Guarani-MG
Cruzeiro