logo

18/7/2014 09:47

Pacotão celeste tem gol alemão, vaias em minuto de silêncio e meia artilheiro

Na volta ao Brasileirão, Cruzeiro bate Vitória e mantém liderança isolada. Jogo teve gol contra, Goulart indo às redes e vaias durante homenagem póstuma a ex-árbitro

Pacotão celeste tem gol alemão, vaias em minuto de silêncio e meia artilheiro

Estacionamento do Mineirão ainda com estruturas da Fifa (Foto: Tarcísio Badaró)


O Cruzeiro voltou ao Mineirão em noite que marcou a retomada do Campeonato Brasileiro. E o líder presenteou a torcida com mais uma vitória, desta vez sobre o Vitória, por 3 a 1, pela 10ª rodada. E para garantir a ponta isolada da competição, com 22 pontos, três a mais que Corinthians e São Paulo, a Raposa contou, mais uma vez, com a estrela do meia Ricardo Goulart, que voltou a deixar a sua marca, além de um gol contra de Alemão, da equipe baiana. O jogo ainda teve vaias da torcida cruzeirense durante a homenagem póstuma ao ex-árbitro Armando Marques.

O Mineirão agora sempre será lembrado como palco do maior vexame da história da Seleção – goleada por 7 a 1. Mas gols alemães parecem não ter fim no estádio. No primeiro jogo que o Gigante da Pampulha recebeu após a Copa do Mundo, quem marcou o primeiro gol? Está certo quem respondeu um "alemão". Levando consigo o apelido na carreira, o jogador do Vitória tentou desviar cruzamento celeste e acabou marcando contra, abrindo o placar para o líder do Campeonato Brasileiro.

Ricardo Goulart vive uma ótima fase no Cruzeiro. Depois de se sair muito bem na intertemporada nos Estados Unidos, marcando quatro gols, incluindo um em um chutaço de antes do meio de campo, o jogador também deixou sua marca diante do Vitória, mostrando não ter esquecido as raízes, já que começou a sua carreira de jogador de futebol como atacante.

A torcida do Cruzeiro não respeitou o minuto de silêncio concedido em homenagem ao ex-árbitro Armando Marques, que faleceu nessa quarta-feira vítima de um quadro grave de insuficiência renal. Durante a homenagem, o torcedor vaiou o árbitro e o xingou de ladrão. Isso tudo porque os cruzeirenses nunca perdoaram Armando por ter anulado um gol do Cruzeiro na final do Campeonato Brasileiro de 1974. O gol daria o título à equipe celeste diante do Vasco.

Entregue à concessionária que administra o estádio apenas nesta semana, o Mineirão ainda tinha resquícios do padrão Fifa na partida entre Cruzeiro e Vitória, na noite da última quinta-feira. O maior exemplo foi o estacionamento do estádio, construído para receber aproximadamente 2.900 veículos. Por causa da desmontagem das estruturas utilizadas durante a Copa do Mundo, a capacidade do estacionamento foi reduzida pela metade.

1086 visitas - Fonte: Globo Esporte


VEJA: Cruzeiro tem conversas em andamento com clube argentino por Lucas Romero


Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Próximo Jogo - Campeonato Mineiro

Qua - 20:00 - Mineirão - Premiere
Cruzeiro
Boa Esporte

Último jogo - Brasileiro

Qui - 19:15 - Arena do Grêmio
Grêmio
2 0
Cruzeiro
Untitled Document
Classificação
1 Flamengo
2 Santos
3 Palmeiras
4 Grêmio
5 Atletico Paranaense
6 São Paulo
7 Internacional
8 Corinthians
9 Fortaleza EC
10 Goiás
11 Bahia
12 Vasco DA Gama
13 Atletico-MG
14 Fluminense
15 Botafogo
16 Ceará
17 Cruzeiro
18 CSA
19 Chapecoense-sc
20 Avai
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
90 38 28 6 4 86 37 49 VVVVD
74 38 22 8 8 60 33 27 VDVDV
74 38 21 11 6 61 32 29 DDDVV
65 38 19 8 11 64 39 25 VDVVD
64 38 18 10 10 51 32 19 VVEVE
63 38 17 12 9 39 30 9 EVDVV
57 38 16 9 13 44 39 5 EDVDV
56 38 14 14 10 42 34 8 DVDVD
53 38 15 8 15 50 49 1 EVVEV
52 38 15 7 16 46 64 -18 VVDDV
49 38 12 13 13 44 43 1 DEVED
49 38 12 13 13 39 45 -6 EDVEE
48 38 13 9 16 45 49 -4 DEVVD
46 38 12 10 16 38 46 -8 VVEEV
43 38 13 4 21 31 45 -14 VVDDE
39 38 10 9 19 36 41 -5 EDEDE
36 38 7 15 16 27 46 -19 DDDDD
32 38 8 8 22 24 58 -34 DVDDD
32 38 7 11 20 31 52 -21 VDDVE
20 38 3 11 24 18 62 -44 DDEDE
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota