logo

23/12/2019 13:16

Vice diz que clube fechou acordos com empresários e jogadores que 'nem amador faria'

Márcio Rodrigues ainda disse que a folha do futebol custa R$ 15 milhões ao mês

Vice diz que clube fechou acordos com empresários e jogadores que nem amador faria

Márcio Rodrigues deve deixar o cargo no Cruzeiro (Foto: Cruzeiro / Divulgação)

O vice-presidente de futebol do Cruzeiro, Márcio Rodrigues, detonou comissões e luvas pagas pelo clube a empresários e jogadores, respetivamente. Ele ainda afirmou que a folha do futebol é de time "campeão do mundo". As declarações foram dadas em entrevista à rádio Itatiaia.



Márcio destacou que o Cruzeiro fechou contratos que nem "um amador faria".

"A situação do Cruzeiro a gente já sabia. A gente é conselheiro e participa. Só o que a gente não sabia, quando fomos olhar alguns contratos, vimos cada contrato que eu acho que nem amador faria. Contratos de jogadores que a torcida nem conhece em posições que não tínhamos carência foram pagos até R$ 2 milhões de luvas. Um jogador que nunca jogou no Cruzeiro", frisou Rodrigues.

"A gente não pode falar o nome do atleta, que é um patrimônio do Cruzeiro. Mas tinha contrato da base que na nossa gestão a gente não pagava nem R$ 50 mil para um agente. E teve contrato da base em que o agente recebeu R$ 500 mil em dez pagamentos de 50 porque levou um atleta para o Cruzeiro", acrescentou o dirigente.

Itair Machado era quem mandava no futebol do Cruzeiro no momento em que esses contratos foram fechados.

Folha de pagamento

Mesmo com uma das maiores folhas do futebol brasileiro, o Cruzeiro conseguiu ser rebaixado para a Segunda Divisão.

Segundo Márcio Rodrigues, somente os salários do futebol consomem R$ 15 milhões por mês do clube. A nova gestão vai tentar reduzir drasticamente esse valor para conseguir honrar os compromissos.

"Folha de 15 milhões só no futebol. É uma folha para ser campeão do mundo. E nós fomos rebaixados", disse Márcio, que deve deixar o cargo.



"Ainda não conversamos. Mas meu cargo está à disposição. E o Conselho Gestor nós acreditamos muito. São grandes empresários, pessoas idôneas. O Cruzeiro precisa de credibilidade. E com o Conselho Gestor, virá a credibilidade no mercado financeiro e com a torcida. O Cruzeiro, para voltar a ser grande, precisa do grande apoio da torcida. Precisamos aumentar o número de sócios-torcedores", afirmou.

Cruzeiro, Vice, Clube, Acordos, Empresários, Jogadores

633 visitas - Fonte: Super Esportes


VEJA: Cruzeiro tem conversas em andamento com clube argentino por Lucas Romero


Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Próximo Jogo - Campeonato Mineiro

Qua - 20:00 - Mineirão - Premiere
Cruzeiro
Boa Esporte

Último jogo - Brasileiro

Qui - 19:15 - Arena do Grêmio
Grêmio
2 0
Cruzeiro
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota