logo

18/7/2019 16:16

Com a Raposa na próxima fase, Mano Menezes se torna o segundo técnico que mais chegou nas semifinais da Copa do Brasil

Na carreira, treinador cruzeirense chega à sétima semifinal de Copa do Brasil, sendo quatro pela Raposa; Luiz Felipe Scolari, eliminado com o Palmeiras, é quem mais chegou: oito

Com a Raposa na próxima fase, Mano Menezes se torna o segundo técnico que mais chegou nas semifinais da Copa do Brasil

O técnico Mano Menezes se tornou o segundo treinador com mais participações em semifinais na Copa do Brasil. Com a classificação obtida com o Cruzeiro diante do Atlético-MG, nessa quarta, no Independência, o treinador chegou à sétima semi da carreira, a quarta seguida pela Raposa, que continua o sonho do heptacampeonato da competição.



Mano só está atrás agora de Luiz Felipe Scolari, com oito semifinais. O treinador cruzeirense já havia chegado às semifinais com XV de Campo Bom (2004) e Corinthians (2008 e 2009).

Com o Cruzeiro, em três semifinais, passou de duas e foi campeão em 2017 e 2018. Em 2016, acabou eliminado pelo Grêmio. Também caiu nas semifinais em 2004 pelo XV. Foi finalista com o Corinthians nas duas vezes, mas perdeu para o Sport em 2008 e ganhou o título diante do Internacional, no ano seguinte.

Mano, agora, tem mais semifinais que Levir Culpi e Vanderlei Luxemburgo, com quem estava empatado anteriormente com seis semifinais. Ele conseguiu chegar mais adiante que outros tradicionais treinadores, como Parreira (uma), Tite (duas), Abel Braga e Cuca (três cada um) e Marcelo Oliveira e Renato Gaúcho, que chegaram a cinco semifinais cada um de Copa do Brasil.

Nas semifinais, Renato Gaúcho chega pela quinta vez, agora com o Grêmio. Há dois novatos na fase. O Internacional, adversário do Cruzeiro, terá o comando do estreante Odair Hellmann. Tiago Santos chega pela primeira vez na semifinais, comandando o Athlético-PR.

Rei de Copas?

Com a passagem para a semifinal, o Cruzeiro chega à 11ª semifinal de Copa do Brasil da sua história. Das 10 agora disputadas, em oito o clube conseguiu passar para a decisão e ser campeão em seis vezes. Na decisão, perdeu apenas para o Palmeiras (1998) e Atlético-MG (2014). Na semifinal, parou no Paulista (2005) e Grêmio (2006).

A classificação para a decisão rendeu aos cofres cruzeirenses R$ 6,7 milhões. O dinheiro vai servir, principalmente, para ajudar a quitar os salários referentes a junho, que ainda estão atrasados.



Mais títulos...

Assim como o Cruzeiro, que já é o maior campeão da Copa do Brasil, Mano Menezes também buscará ser o treinador com mais títulos. Com três conquistas, tentará ultrapassar Felipão, com quatro. A torcida cruzeirense torce para que ele leve o clube, mais uma vez, a uma conquista da Copa do Brasil.

Cruzeiro, Mano Menezes, Copa do Brasil

1914 visitas - Fonte: Globoesporte.com


Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Próximo Jogo - Brasileiro B

Sex - 21:30 - Minaeirão - Sportv
Cruzeiro
Avaí

Último jogo - Brasileiro

Qui - 19:15 - Arena do Grêmio
Grêmio
2 0
Cruzeiro
Untitled Document
Classificação
1 Atletico-MG
2 São Paulo
3 Flamengo
4 Internacional
5 Palmeiras
6 Santos
7 Fluminense
8 Grêmio
9 Fortaleza EC
10 Corinthians
11 Atletico Paranaense
12 Bahia
13 Atletico Goianiense
14 Bragantino
15 Ceará
16 Sport Recife
17 Vasco DA Gama
18 Coritiba
19 Botafogo
20 Goiás
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
42 23 13 3 7 41 29 12 VVDEV
41 21 11 8 2 34 20 14 VVEEV
39 22 11 6 5 37 31 6 EDDEV
37 23 10 7 6 33 22 11 DEDDE
37 22 10 7 5 31 21 10 VVVDV
37 23 10 7 6 34 27 7 VEVDV
35 22 10 5 7 31 25 6 VVDDV
34 21 8 10 3 26 19 7 VVVVE
29 23 7 8 8 23 21 2 DDEVE
29 23 7 8 8 25 29 -4 VEDEV
28 23 8 4 11 19 24 -5 VVVVD
28 23 8 4 11 29 37 -8 VVVDD
28 23 6 10 7 20 27 -7 DEEVE
26 22 6 8 8 29 28 1 VDEVV
26 22 6 8 8 28 33 -5 EEDEE
25 23 7 4 12 21 33 -12 VEDDD
24 21 6 6 9 23 27 -4 EDVEE
20 23 5 5 13 20 32 -12 VEDDD
20 22 3 11 8 22 29 -7 EDDDD
16 21 3 7 11 23 35 -12 EDDVE
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota