logo

17/12/2019 11:28

Cruzeiro pretende coibir assédio de fora por jovens promessas

Cruzeiro pretende coibir assédio de fora por jovens promessas

Diretoria do Cruzeiro espera lucrar mais no futuro com jovens como Éderson e Cacá, de 20 anos (Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF)

Sem dinheiro para ir ao mercado da bola e tampouco previsão para pagar seus compromissos, o Cruzeiro terá que se desfazer de alguns jogadores importantes para a temporada de 2020. Mas isso não se estende à venda de jovens promessas do clube, pelo menos no pensamento da diretoria. Neste fim de ano, o clube já começou a receber sondagens do exterior por alguns garotos como Fabrício Bruno, Cacá e Éderson. O clube, no entanto, pretende vê-los mais valorizados no futuro e descarta negociá-los no momento.



O primeiro nome que já atraiu a atenção de fora é Fabrício Bruno. O Cruzeiro foi consultado pelo Celtic, da Escócia, mas achou o valor em torno de R$ 13 milhões baixo demais para liberar o jogador de 23 anos. A permanência de Fabrício não está 100% garantida, mas a tendência é que Márcio Rodrigues, novo vice-presidente de futebol e um dos responsáveis pelo departamento de futebol, faça jogo duro para liberar o atleta.

Nesta reta final de temporada, as lesões de Dedé e Léo abriram espaço para Fabrício Bruno formar a dupla de zaga ao lado de Cacá. Aos 20 anos, Cacá foi uma das gratas surpresas do Cruzeiro e se destacou, mesmo com os resultados ruins do time. Apesar da pouca idade, ele mostrou personalidade. Dono de uma impulsão elogiável, Cacá colecionou desarmes, boas recuperações e ainda marcou um gol. Ao lado do companheiro de posição, é outro que despertou o desejo do exterior, mas que a diretoria pretende ver ainda mais valorizado antes de negociar alguma transferência.

Por fim, nenhum jovem ganhou tantos elogios quanto Éderson. O volante aproveitou como ninguém as saídas dos xarás Lucas Silva e Romero para tomar conta do meio-campo. Ao lado do capitão Henrique, Éderson desbancou Ariel Cabral e Jadson para virar titular do Cruzeiro aos 20 anos.

Éderson passou a ganhar mais oportunidades com Rogério Ceni, mas cravou sua permanência com Abel Braga e também Adilson Batista. Eficiente na defesa, ele ainda mostrou muita facilidade para subir ao ataque e pisar na área como elemento surpresa, inclusive marcando gols. Além do potencial de valorização, outra justificativa para manter Éderson é que ele é cotado como um dos símbolos da volta por cima que o clube quer ter no ano que vem.



Apesar dessa intenção em segurar suas promessas, o Cruzeiro não deverá fazer o mesmo esforço para ficar com alguns medalhões. Com salários atrasados e sem condições de manter a mesma folha salarial em 2020, a diretoria do clube irá analisar separadamente a situação de cada atleta para tentar um acordo e diminuir os salários. Se isso não for possível, o clube não fará resistência para liberá-los ou negociá-los com outras equipes.

Cruzeiro, Assédio, Jovens, Promessas

501 visitas - Fonte: UOL


VEJA: Cruzeiro tem conversas em andamento com clube argentino por Lucas Romero


joao paulo     

DESBLOQUEAMOS OS CANAIS PREMIER, TELLECINE, COMBATTE E CANAIS ADULTOS PARA ASSINANTES DE TV POR ASINATURA DE QUALQUER LUGAR DO BRASIL E TAMBÉM REDUZIMOS O VALOR DA FATURA. SÓ PAGA DEPOIS QUE O SERVIÇO FOR FEITO WHATSAPP 11957540287.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Próximo Jogo - Campeonato Mineiro

Qua - 20:00 - Mineirão - Premiere
Cruzeiro
Boa Esporte

Último jogo - Brasileiro

Qui - 19:15 - Arena do Grêmio
Grêmio
2 0
Cruzeiro
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota