logo

29/8/2019 13:28

Atlético e Cruzeiro terão jogos de 'seis pontos' no domingo, pelo Brasileiro; veja cenários

Galo briga na parte de cima da tabela, e Raposa tenta se afastar do Z4

Atlético e Cruzeiro terão jogos de seis pontos no domingo, pelo Brasileiro; veja cenários

Times de Rodrigo Santana e Rogério Ceni entram em campo no domingo em condições diferentes (Foto: Bruno Cantini / Atletico e Bruno Haddad/Cruzeiro)

Os últimos resultados de Atlético e Cruzeiro pelo Campeonato Brasileiro sinalizam que ambos precisam reagir o quanto antes para continuar em busca de seus objetivos a longo prazo. E, depois dos tropeços na rodada anterior, os torcedores ficarão atentos aos confrontos diretos de ambos no domingo, às 19h: enquanto o Galo pega o Corinthians, em São Paulo, numa briga para chegar ao grupo dos quatro primeiros, a Raposa recebe o Vasco, no Mineirão, em duelo para ver quem se afasta da zona de rebaixamento.



Os dois times do estado na Série A entram em campo no fim de semana em condições diferentes. O alvinegro teve viagem longa até a Colômbia, onde confirmou a classificação às semifinais da Copa Sul-Americana com vitória sobre o La Equidad por 3 a 1 – no último compromisso pelo Nacional, perdeu para o Bahia por 1 a 0, em pleno Independência, atuando com os reservas. Já os celestes tiveram semana cheia de trabalho em Belo Horizonte para corrigir os erros cometidos no empate com o CSA por 1 a 1, em Maceió, resultado considerado ruim pela comissão técnica.

Apesar do cansaço da maior parte do grupo, Rodrigo Santana garante que mandará força máxima no compromisso do Galo com o Timão em São Paulo: “Viramos a chave, pois voltamos para a competição nacional. É um adversário duríssimo, contra um excelente treinador, que é o Fábio Carille. A gente precisa reagir fora. Temos mais duas pedreiras fora de casa (o time enfrenta o Botafogo em seguida). Vamos tentar fazer grande jogo”. A opção por time titular tem lógica, já que o alvinegro tropeçou em três dos últimos cinco compromissos no Nacional – perdeu para Athletico e Bahia (ambos por 1 a 0) e o empate sem gols com o Goiás.

Para obter a reação no Brasileiro, o Galo tenta se aproveitar dos pontos positivos conquistados no jogo na altitude de Bogotá. O técnico Rodrigo Santana afirma que todo o time alvinegro deixou ótima impressão no compromisso como visitante. “Ocorreram várias coisas que não vinham acontecendo. Além da efetividade de fazer gol, alto poder de decisão, conseguimos fazer gol de bola parada, algo que não vinha acontecendo. Dois de escanteio contra o La Equidad. Algo que nos deixa muito animados.”

Entre os titulares, a principal preocupação é o zagueiro Igor Rabello. Ele atuou os 90 minutos no calor das 11h no fim de semana, contra o Bahia, e esteve todo o tempo em campo na Colômbia. Por esse motivo, a comissão técnica tem feito trabalho específico de recuperação com o jogador para que ele possa se livrar do risco de lesões. O ex-botafoguense foi o titular que mais entrou em campo pelo Galo em 2019: ele esteve em 43 dos 52 jogos da equipe.

EM DUAS FRENTES

Ainda que a reabilitação no Brasileiro seja fundamental, o Cruzeiro está de olho também no duelo da semana que vem com o Internacional, em Porto Alegre, pelas semifinais da Copa do Brasil – como perdeu por 1 a 0 em Belo Horizonte, ainda com Mano Menezes no comando, a equipe precisa no mínimo vencer por um gol de vantagem para levar a decisão para os pênaltis. Por esse motivo, Rogério Ceni sinaliza que pode preservar alguns titulares diante do Vasco, no Mineirão.



O clima é de confiança para que o Cruzeiro se dê bem nas duas frentes. O atacante David afirma que a confiança aumentou depois da mudança de comando: “Com a chegada do Rogério, o time é outro. A torcida também está vendo de outra forma e agora só depende da gente. O jogo de domingo pode ser um incentivo, a vitória pode ser um incentivo para o jogo de quarta-feira, pela Copa do Brasil. Domingo é a oportunidade de a gente voltar a vencer”.

Dentro da proposta de jogar com mais intensidade, David é justamente um dos atletas que ganharam espaço com o novo treinador. Contratado no ano passado por cerca de R$ 10 milhões, o jogador conviveu com lesões musculares e não obteve o melhor rendimento. Agora, a expectativa é pela evolução técnica. “Falta só marcar o gol. Sempre falei em necessidade de ter sequência. O Rogério chegou ao clube e está me dando oportunidade. Não só para mim, mas para o Fabrício Bruno e Cacá, que estão aí para provar. O time já melhorou com a vinda dele. Marcamos gols e, particularmente, estou focado, trabalhando para marcar o mais rápido possível.” O camisa 11 balançou as redes pela última vez em 20 de março, contra a Caldense, pelo Campeonato Mineiro.

Animado por ter marcado gol contra Santos e CSA, o atacante Fred desfalcou a equipe no treino de ontem em virtude de uma virose. A comissão técnica não assegura que ele estará em campo no fim de semana, já que tudo vai depender da presença ou não nos treinos de hoje, amanhã e sábado. Os zagueiros Dedé e Leo voltaram a trabalhar com o grupo depois de preservados em Maceió. Ambos devem voltar contra o Vasco.

Cruzeiro, Atlético, Jogos, Domingo, Brasileiro

186 visitas - Fonte: Super Esportes


VEJA: Cruzeiro tem conversas em andamento com clube argentino por Lucas Romero


Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Próximo Jogo - Brasileiro

S&# - 17:00 - Mineirão - Fox
Cruzeiro
Flamengo

Último jogo - Brasileiro

S&# - 17:00 - Allianz Parque
Palmeiras
1 0
Cruzeiro