logo

24/7/2019 10:47

No sufoco, Cruzeiro arranca empate na Argentina diante do River Plate

Raposa foi pressionada durante todo o jogo e quase perdeu o duelo nos segundos finais da partida em um pênalti cometido por Henrique. Lance foi perdido pela equipe argentina

No sufoco, Cruzeiro arranca empate na Argentina diante do River Plate

O duelo dos tradicionais rivais sul-americanos teve muita força física e vontade das equipes no Monumental de Nuñez-(JUAN MABROMATA / AFP)

O Cruzeiro conseguiu um bom resultado ao empatar com River Plate em 0 a 0, no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores, no Estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, na noite desta terça-feira, 23 de julho.



A igualdade foi celebrada pela equipe brasileira, pois os argentinos pressionaram a Raposa durante todo o jogo. O time comandado por Mano Menezes mostrou valentia e um poder defensivo muito forte na casa do rival.

O jogo teve muitas emoções e o coração cruzeirense foi posto à prova. A noite foi quase perdida graças a um pênalti bobo cometido por Henrique em cima de Lucas Pratto, nos segundos finais de jogo. Na cobrança, Suárez isolou a bola, garantindo o empate na Argentina. O jogo de volta, será na próxima terça-feira, 30 de julho, às 19h15, em Belo Horizonte, no Mineirão.

Pressão do River, com permissão do Cruzeiro

Era natural que os argentinos tentassem colocar o Cruzeiro em seu campo para fazer logo o primeiro gol. Com maior organização da equipe, o River conseguiu bons lances de ataque, mas não foi eficaz nas conclusões. O domínio territorial do atual campeão da Libertadores foi possível pela repetição, e manjada, estratégia de Mano Menezes em ficar esperando o rival atacar para sair nos contragolpes.

Porém, o Cruzeiro não estava bem posicionado, com suas principais peças do meio de campo muito distantes entre si, permitindo que a bola ficasse pouco tempo no ataque estrelado.O resultado foi uma presença maior do River perto do gol de Fábio, que fez boas defesas, garantindo a igualdade na etapa inicial de jogo.

Muito campo para os argentinos jogarem

A pressão do River era mais na correria do jogo, do que em bolas bem trabalhadas pela equipe de Marcelo Gallardo. Mas, isso foi possível graças ao recuo excessivo do Cruzeiro, que quando tinha a bola, perdia rapidamente, além de ter seu meio de campo muito perto da sua defesa, permitindo que o River estivesse sempre perto do gol cruzeirense.

Golll, mas não valeu...

Em boa jogada logo no início do segundo tempo, Marquinhos Gabriel saiu na cara de Armani, faz o gol, mas o bandeira chileno marca o impedimento. O VAR conferiu e confirmou a marcação da arbitragem. A jogada pelo menos mostrou uma postura melhor da Raposa diante dos argentinos em campo.

Reforço no meio de campo e ataque mais rápido

Mano mudou a postura do time no segundo tempo, evitando que o Cruzeiro “se livrasse” da bola rapidamente, permitindo sempre o contra-ataque do River. O treinador percebeu que o meio de campo precisava ser melhor preenchido, colocando Ariel Cabral no lugar de Robinho, além de reposicionar Marquinhos Gabriel no espaço de Thiago Neves, que saiu para a entrada de David, tornando o ataque ainda mais veloz com dois pontas bem abertos.

Muitos erros de passes que mataram bons ataques

Apesar de melhora na etapa final de jogo, o Cruzeiro continuava a errar muitos passes, o que impossibilitou várias chances de armar o contra-ataque e chegar com perigo ao gol de Armani. Mano reclamou muito do seu meio de campo que perdia o último passe para ficar na cara do gol.

Henrique quase entrega o “ouro”

Aos 51 minutos do segundo tempo, faltando 15 segundos para o árbitro encerrar o jogo, o volante Henrique comete pênalti infantil em Lucas Pratto após cobrança de escanteio. O VAR foi acionado e corretamente anotou a penalidade. Para sorte do capitão cruzeirense, Suárez vai para a cobrança e isola a bola, garantindo o empate em Buenos Aires. A sorte esteve do lado azul no estádio do River.

Agenda da Raposa

O jogo de volta entre as duas equipes será no dia 30 de julho, terça-feira, às 19h15, no Mineirão. Antes a Raposa, recebe o Atlhetico-PR, sábado, 27, em BH, pelo Campeonato Brasileiro.



FICHA TÉCNICA

RIVER PLATE-ARG 0 x 0 CRUZEIRO

?
?Estádio: Monumental de Nuñez - Buenos Aires (ARG)
Data-hora: 23 de julho de 2019, às 19h15
Árbitro: Julio Bascuñán(CHI)
Assistentes: Christian Schiemann e Claudio Urrutia(CHI)
Árbitro de vídeo: ?Piero Maza (CHI)
Cartões Amarelos: Álvarez, Enzo Pérez, De La Cruz (RIV), Léo(CRU)
Cartões Vermelhos: -
Público e renda: não divulgados

Gols: -

RIVER PLATE: Armani; Gonzalo Montiel, Lucas Martínez, Javier Pínola(Rojas, aos 32’-1ºT), Fabrizio Angileri, Ignacio Fernández, Enzo Pérez, Nicolás De la Cruz(Ferreira, aos 25’-2ºT), Exequiel Palacios, Julián Álvarez(Lucas Pratto, aos 15’-2ºT), Matías Suárez. Técnico: Marcelo Gallardo

CRUZEIRO: Fábio; Orejuela, Léo, Dedé, Egídio; Lucas Romero(Jadson, aos 31’-2ºT), Henrique, Robinho(Ariel Cabral-intervalo), Thiago Neves(David, aos 16’-2ºT), Marquinhos Gabriel e Pedro Rocha. Técnico: Mano Menezes

Cruzeiro, Sufoco, Empate, Argentina, River Plate

138 visitas - Fonte: LANCE!Net


VEJA: Cruzeiro tem conversas em andamento com clube argentino por Lucas Romero


Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Próximo Jogo - Brasileiro

S&# - 17:00 - Mineirão - Fox
Cruzeiro
Flamengo

Último jogo - Brasileiro

S&# - 17:00 - Allianz Parque
Palmeiras
1 0
Cruzeiro