logo

14/4/2019 20:25

Mano celebra vitória, mas acredita que Cruzeiro poderia ter rendido mais contra o Atlético

Técnico diz que time celeste se precipitou em alguns momentos da partida

Mano celebra vitória, mas acredita que Cruzeiro poderia ter rendido mais contra o Atlético

O técnico celeste detectou algumas ‘escolhas precipitadas’ do time, sobretudo no primeiro tempo. No segundo, Mano enxergou a equipe mais tranquila, o que facilitou para sair do Mineirão com a vitória. Agora, o comandante espera utilizar a semana para projetar a postura do Atlético na partida de volta, já que agora é a equipe alvinegra é que precisa da vitória para conquistar o título.



“Contente com a vitória, demos um primeiro passo em direção à conquista do título. Eu esperava exatamente um jogo assim, o Cruzeiro esperava exatamente um jogo assim. Penso que podíamos ter rendido mais. Penso que em determinados momentos fizemos algumas escolhas apressadas, principalmente no primeiro tempo, no segundo voltamos um pouco mais tranquilos. Não tínhamos nenhuma ilusão sobre as dificuldades que teríamos diante de um adversário tradicional. Podemos trabalhar uma semana com base nessa realidade objetiva, com as escolhas do adversário, com postura do adversário, com jeito de poder encontrar soluções que precisamos encontrar para confirmar essa condição, que hoje demos o primeiro passo”, analisou Mano.

Na jogada que gerou o gol de empate do Atlético, marcado por Ricardo Oliveira, Marquinhos Gabriel perdeu a bola e gerou o contra-ataque alvinegro. Questionado se essa foi uma das escolhas precipitadas, Mano justificou o lance, afirmando que não havia velocista próximo ao meio-campista.

“As escolhas são dos jogadores dentro do campo. Tem dias que fazem escolhas melhores e as vezes nem tanto. Então você não pode deixar para esse lance a responsabilidade do gol que você sofreu. O gol é uma série de detalhes que acontecem e que faz com que a gente fosse batido numa hora que o Atlético estava tendo dificuldades para construir. É aquela coisa: estávamos partindo para o contra-ataque, tínhamos outros dois jogadores, mas nenhum velocista. Com isso você não corre, você se aproxima. Então faltou um pouco de voltar para fazer o pivô. O adversário toma a bola que não pode tomar, porque aí é o contra-ataque do contra-ataque. E aí pegou a nossa defesa um pouco desposicionada”, disse.

Mano Menezes elogiou a marcação do Atlético, que chegou a anular Rodriguinho na partida. Para tentar escapar das ‘garras alvinegras’ na próxima semana, o técnico celeste prometeu treinar várias jogadas nos próximos dias.

“É um bom exemplo. Insistimos muito com jogadas de Marquinhos Gabriel no primeiro tempo. Bola longa, sem qualidade de trabalho. Entra uma, entra duas, e na terceira o adversário sabe o que você está fazendo e neutraliza. Penso que podemos melhorar… melhorar no posicionamento, fazer uma variação para criar uma dúvida no adversário para fazer linha de marcação. O Atlético marcou bem e temos que criar soluções para nos livrarmos dessa marcação”, concluiu.

A vantagem do empate na decisão agora fica com o Cruzeiro. Em caso de igualdade no jogo da volta, a equipe celeste conquista o bicampeonato. Já o Atlético precisa da vitória por ao menos um gol para levantar a taça, uma vez que fez melhor campanha na fase inicial.



Cruzeiro e Atlético voltam a se enfrentar pela final do Campeonato Mineiro no próximo sábado, dia 20, às 16h30, no Independência.

Cruzeiro, Mano Meneses, Campeonato Mineiro

135 visitas - Fonte: mg.superesportes.com.b


VEJA: Diretoria se divide em situação de Mano; Treinador não entregará o cargo


Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Próximo Jogo - Brasileiro

Qua - 21:00 - Castelão - FOX
fortaleza
Cruzeiro

Último jogo - Copa do Brasil

Qua - 19:15 - Mineirão
Cruzeiro
Fluminense