logo

30/7/2018 11:20

Clube perde jogador no Brasileiro, mas conta com volta de dupla diante do Santos

Com nove jogos em 29 dias (uma partida a cada três dias), equipe cruzeirense tem mês de definições em duas competições mata-mata, além de

Clube perde jogador no Brasileiro, mas conta com volta de dupla diante do Santos

Mano Menezes vai ter que administrar jogos por três competições em agosto (Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)

O Cruzeiro não vai ter muito tempo para absorver as duas derrotas que fecharam o mês de julho - para o Corinthians, na Arena Corinthians, e para o São Paulo, no Mineirão, ambas por 2 a 0, pelo Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, dia 1º de agosto, a Raposa inicia uma série decisiva para as suas pretensões na temporada. Aliás, o mês que se inicia vai definir o futuro cruzeirense na Copa do Brasil e na Libertadores, além de ditar o que vai ser da equipe no Campeonato Brasileiro. E a maratona promete, já que serão nove jogos em 29 dias, uma média de uma partida a cada três dias.



Logo de cara, o Cruzeiro vai ter, na quarta-feira, o jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, contra o Santos, na Vila Belmiro, às 19h30 (de Brasília). Atual campeão, o time busca o sexto título e, além disso, o prêmio milionário que a competição vai pagar ao campeão neste ano (no caso da Raposa, que entrou nas oitavas de final, R$ 61,9 milhões). Vale lembrar que o gol fora de casa não é mais critério de desempate, e que o jogo de volta, no Mineirão, está marcado para duas semanas depois, no dia 15.

A Taça Libertadores também estará em jogo para o Cruzeiro no mês de agosto, quando serão disputados os dois jogos das oitavas de final, contra o Flamengo, o primeiro será no dia 8, quarta-feira da semana que vem, no Maracanã, no Rio de Janeiro. E o duelo de volta no dia 29, partida que vai fechar o mês para a Raposa, no Mineirão. Na competição sul-americana o gol fora de casa é levado em consideração para o caso de desempate.



Além de decidir o futuro nas competições mata-mata, o Cruzeiro vai ter que saber "administrar" bem o Campeonato Brasileiro. Entre os duelos de Copa do Brasil e Taça Libertadores, a equipe cruzeirense terá cinco jogos pelo Brasileirão, sendo dois em casa (contra Bahia e Fluminense) e três como visitante (diante de Vitória, Flamengo e Grêmio). Atualmente na 8ª colocação, com 24 pontos (dez a menos que o líder Flamengo), a Raposa vai ter que conviver com a sequência de partidas, por três competições, para voltar a figurar no grupo que garante vaga para a Libertadores do ano que vem, o famoso G-6.




Apesar das duas derrotas seguidas no Brasileirão, o técnico Mano Menezes diz que o que o time não pode perder é a confiança e o equilíbrio emocional, e pede um voto de confiança do torcedor para o duelo de quarta-feira, contra o Santos, pela Copa do Brasil.

- Ninguém quer perder, gente. A derrota é ruim para todo mundo. E chegaria a Santos do mesmo jeito que se tivesse ganho também. Lá o jogo é duro, é outro campeonato, é Copa do Brasil. Temos que jogar um jogo com essa característica lá, jogo de decisão. O que você tem que cuidar é para que, após perder o segundo jogo seguido, não perder o equilíbrio emocional, tomar cartão vermelho e se desorganizar como equipe para o jogo seguinte. Vamos estar fortes na quarta-feira, o torcedor pode confiar na gente.




Para o treinador, apesar de o time vir de duas derrotas seguidas no Brasileirão, as atuações não foram ruins. Além disso, segundo Mano, os "detalhes" que têm que ser ajustados na equipe serão feitos internamente.

- A gente talvez tenha feito um jogo abaixo, que foi o jogo contra o Atlético-PR, primeiro jogo da Copa do Brasil. Os outros quatro, não jogamos mal nenhum jogo. Jogamos bem contra o América, fizemos um segundo tempo muito bom. Fizenos um jogo muito bom contra o Atlético-PR, todo mundo diz que a gente fez um bom jogo contra o Corinthians lá. E não dá para dizer que o Cruzeiro jogou menos que o São Paulo aqui. Mas, quando não se vence, você tem que saber que o futebol é feito de detalhes importantes, e esses detalhes nós vamos ter que ajustar certamente. São coisas internas, não são coisas que se debate abertamente. Ninguém vai chegar num momento de derrota e expor desnecessariamente aquilo que nós achamos que é grave e não pode acontecer nos jogos seguintes. Isso nós vamos resolver dentro de casa.

9216 visitas - Fonte: Globo Esporte


Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Copa do Brasil

Qua - 21:45 - Arena Corinthians - Globo
Corinthians
Cruzeiro

Último jogo - Brasileiro

Dom - 16:00 - São Januário
Vasco
2 0
Cruzeiro