logo

11/10/2017 17:38

'Reis de Copas', Grêmio e Cruzeiro se reencontram de olho no futuro

Reis de Copas, Grêmio e Cruzeiro se reencontram de olho no futuro

Grêmio e Cruzeiro se reencontram nesta quarta-feira (11), em Porto Alegre, quase 50 dias depois das defesas de Fábio e a classificação celeste no Mineirão em duelo válido pela Copa do Brasil. De lá para cá, o time de Mano Menezes ganhou a competição nacional e passou a dividir o título de 'Rei de Copa' com o Tricolor. No quinto jogo do ano entre os clubes, no entanto, a cabeça está no futuro, e não no passado.


As pernas do Grêmio estão no agora, mas o cérebro já viaja até 25 de outubro, dia da primeira partida válida pela semifinal da Copa Libertadores, contra o Barcelona-EQU. O Cruzeiro, por sua vez, caminha por 2017 feliz, mas já vislumbra o ano que vem.

Para o Grêmio, o jogo contra o Cruzeiro faz parte de uma sequência de testes. Até o jogo no Equador, Renato Gaúcho terá quatro oportunidades para dar ritmo de jogo aos titulares e aperfeiçoar detalhes da equipe que ainda segue atrás do tricampeonato da América.

"Sabemos que temos uma decisão no dia 25, mas existem jogos até lá. Jogos importantes que vão dar essa condição à equipe. É bom ter o time todo para atuar, jogar até o dia 25", confirmou Marcelo Grohe, goleiro do Grêmio.

Michel, Ramiro e Luan – titulares absolutos do Tricolor, estão fora por problemas médicos. Arthur, à disposição de Tite na seleção brasileira, chegará a Porto Alegre nove horas antes da bola rolar e deve começar a partida. A boa notícia é o retorno de Lucas Barrios, recuperado de desconforto.

Até o embarque rumo a Guaiaquil, o Grêmio ainda enfrentará Coritiba, Corinthians e Palmeiras. Diante do time treinado por Cuca a escalação deve ser reserva, mas nas rodadas anteriores o Tricolor deverá usar força máxima. E principalmente: procurar recuperar Luan, fora há um mês por conta de lesão muscular na coxa direita.

Já o Cruzeiro faz força para manter a corda esticada no fim do ano, mas aos poucos entra de cabeça na próxima temporada. Onze pontos atrás do líder Corinthians e com um jogo a mais, o sonho de beliscar o título fica restrito aos jogadores e comissão técnica. Fora das quatro linhas, o clube ferve.

A eleição de Wagner Pires de Sá como sucessor de Gilvan de Pinho Tavares, em 2 de outubro, expôs uma crise política no clube e exige atenção aos bastidores. Bruno Vicintin, vice-presidente de futebol, renunciou ao cargo dois dias após o pleito. Tinga, gerente de futebol, pediu demissão e deixará o posto a partir de janeiro. Klauss Câmara, diretor-executivo, tem o futuro indefinido.

De olho em 2018, a cúpula vai atrás de nomes para o departamento de futebol. Alexandre Mattos, atualmente no Palmeiras, é o grande sonho, mas Marcelo Djian e Juan Pablo Sorín são os nomes mais próximos de um acordo. Eles devem substituir Klauss e Tinga, respectivamente.

Até o banco de reservas é uma preocupação. Mano Menezes realiza um tratamento em São Paulo e é aguardado em Belo Horizonte nesta sexta-feira (13). Na volta à capital, ele se reunirá com a cúpula para definir o futuro.

O gaúcho tem contrato na Toca da Raposa II até dezembro de 2017, mas a nova cúpula pretende mantê-lo. A sequência do comandante depende da reunião entre as partes. Nessa terça-feira, o UOL Esporte revelou que a diretoria já trabalha com um plano B. Abel Braga (Flu) e Levir Culpi (Santos) são as principais opções.

1242 visitas - Fonte: Uol Esportes


Thiago Silva     

LIBERAMOS OS CANAIIS PARA ASSINANTES DE TV DE TODO BRASIL TAMBÉM REDUZIMOS O VALOR DA CONTA
WHATSAPPP 11958694345

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileiro

Seg - 20:00 - Allianz Parque - .
Palmeiras
Cruzeiro

Último jogo - Brasileiro

Dom - 17:00 - Mineirão
Cruzeiro
1 3
Atletico-MG

Classificação